Tam tararammmm

E os sinos estão sendo polidos, bem como as trombetas... hahaha não se trata de um evento  real, como o casamento do príncipe Harry, mas é um casamento, o MEU.
Nunca pensei que casamento dava tanto trabalho. Você que se casou pode estar sorrindo ao se lembrar de como foi o seu preparo para o casamento, o dia fatídico e o que veio porvir, como possíveis dívidas.
Estou tentando fazer de tudo para ter o mínimo de gastos. Isso incluiu a escolha do vestido para alugar, o arranjo, as fotos.... Mas aí tive de considerar que alguns convidados moram um pouco longe e, considerando que segunda é dia de trampo, casar pela manhã seria a melhor opção. Aííí, seria fazer ou não recepção para os convidados. Quantos convidar? Quem convidar? Onde fazer recepção? O que fazer pra esse povo?
Foi aí que meu primeiro pensamento foi: Churrascaria por adesão. Lugar perfeito pra quem ama carne, lugar perfeito pra quem não come carne.
Até que começaram os primeiros comentários de reprovação. Afinal, gastar com viagem e depois pra comer no casamento ao qual foi convidado poderia não ser muito convidativo.
Aí fui levantar preços de buffet, uma vez que não quero colocar parente algum  com a barriga no fogão, ou lavando louça, ou picando as coisas para serem cozidas...Pagar alguém? Mas teria de comprar as coisas, locar lugar, mesas, pratos. Bebida? A parte; mais um item a se pensar. Me vi em listas e mais listas sugestivas de cardápios, lugares, opções e o que me deixou desesperada: PREÇOS. Mas pesquisei. Liguei em vários lugares, disse qual cardápio pretendia para a ocasião, apenas pra ter a certeza de que fiz de tudo para voltar ao pensamento inicial: a adesão. Ter grana pra fazer uma festa legal seria maravilhoso, privilégio que não possuo e estava preocupada, cabelos brancos aumentando na cabeça. Isso sem falar do noivo a centenas de quilômetros de distância.
Mas Deus, em Sua infinita misericórdia, tem proporcionado soluções e possibilidades de ter um evento de sucesso sem gastar tanto. E assim temos seguido rumo aos planos, com fé que este momento tão especial será uma bênção a nós e nossos queridos. Temos pedido a Deus para que abençoe sempre nosso amor, a fim de que possamos ser felizes e que as pessoas vejam e sintam esse amor através de nós.
Obrigada, Senhor, por esta oportunidade que achei que jamais teria!

Minha casa, minha dívida...

Bom, acho que comentei que 2017 foi o ano das bênçãos de Deus em minha vida. Deus me concedeu a possibilidade de fazer a bariátrica, a qual me proporcionou eliminar mais de 30Kg, a oportunidade de comprar minha tão sonhada casa e, nada menos importante, meu grande amor, com o qual pretendo me casar ainda este ano.
A casa eu sonhava em comprar desde 2008, quando me mudei pra São Paulo. Mas não fiquei tempo hábil pra conseguir comprar meu cafofo.
Quando eu decidi fazer a inscrição da casa, estava sozinha e minha intenção era conseguir uma casa adaptada, onde eu poderia me virar sozinha. Estava com medo de não conseguir a aprovação por "n" fatores, mas como os nossos caminhos não são os mesmo que os de Deus, foi aprovada a inscrição, o financiamento no banco...
Precisei dar uma entrada, a qual foi dividida em 12x, mais as taxas de construção, que seriam cobradas até a entrega das chaves, prometida para julho de 2018. Foi um período bem conturbado pra mim, uma vez que, além das despesas convencionais, mais 800 reais que teria de surgir de algum lugar pra pagar essa dita casa. E consegui quitar a entrada, as taxas ainda continuam sendo cobradas até a entrega da chave.
Entretanto, foram obstáculos sendo superados mês a mês e ontem, me ligaram, dizendo que viriam no meu trabalho me buscar para fazer uma vistoria da casa, a fim de ver se tudo estava como eu preciso.
A primeira surpresa foi que a casa estava inversa à planta que eles enviaram pra mim, significando que o sonhado banheiro estaria numa posição contrária à que costumeiramente utilizo. Mas não fiquei decepcionada porque, ao observar a cadeira de banho, está numa posição que vi ser melhor aproveitada. As barras de que preciso próximas ao vaso, ao chuveiro e à pia, as tomadas em alturas alcançadas por mim, mas algo me assustou um pouco: o tamanho. Como vou colocar meu guarda roupas dentro da casa? Estava criando uma lista de presentes e fui deletando mais da metade, pois a cozinha terei trabalho pra mobiliar.
Olhei ao redor da casa, o terreno e sua extensão, as instalações... bem, mesmo assustada com o tamanho, comecei a me imaginar vivendo ali, num cantinho adquirido com dificuldades, mas com muita força de vontade. Pensei: é um ovo, mas é MEU. Imaginei-me ali vivendo com meu noivo, futuro marido. Fazendo as tarefas de casa, cozinhando, cantando, rindo e compartilhando momentos inesquecíveis.
Quanto à entrega, parece que será um mês antes do previsto e isso me deixa muito feliz, pois quero poder ter tempo de deixar meu ninho mais aconchegante para nos receber em dezembro. Muito deverá ser feito e gasto, mas estou confiante de que Deus tem tudo preparado para seu momento certo.
Ah, sobre o título, bem, serão 30 anos pagando as prestações da casa. Mas bem melhor pagar algo da gente, né!?
E bora ser feliz

Atualizando

Bom, pensando se poderia ou não falar das conquistas que tenho tido em minha vida, pensei: por que não? Não passei por cima de ninguém pra conquistá-las, tudo o que ganhei foi com persistência, luta e paciência...
Mas vamos lá.
Deus, no ano passado, me deu três presentes: A cirurgia bariátrica, uma casa e um amor.
Pra uma pessoa com deficiência, mesmo superando muitas dificuldades, sempre temos aquela pontinha de baixa autoestima, o que nos faz muitas vezes pensar que somos incapazes de termos uma vida normal como todos ao redor; falo de trabalhar, ser independente, passear, namorar, enfim, viver.
Aí você pode dizer: ah, mas você é gente como todo mundo. Disso eu sei. O problema é que as pessoas tendem a nos ver como guerreiros, pessoas que as surpreendem por suas habilidades que talvez elas não viram em pessoas sem deficiência ao seu redor...
Mas pra mim, por exemplo, mesmo não devendo, é uma busca diária por provar pra mim e pras pessoas à minha volta que sou como qualquer outra.
Ser vista por um homem como uma mulher que apenas não anda não é algo comum e simples. Durante minha vida tive várias experiências traumáticas de relacionamentos, onde fui vendo a falta de vergonha na cara de muitos homens, os quais se aproveitaram de minha carência e de minha entrega ao relacionamento (não que eu não faça isso hoje), os quais viam em mim a oportunidade de se darem bem por meio de minha deficiência. Um mesmo, quis financiar no meu nome um carro, outro uma moto; mas minha desculpa, que não era mentira, sempre foi o sonho de comprar uma casa e como isso iria atrapalhar, caso eu conseguisse uma oportunidade de comprar uma casa.
Hoje encontrei uma pessoa muito especial, que me enxerga como qualquer outra mulher. Nosso relacionamento é tão gostoso, que não é só assunto de namorados que ocorre entre a gente, mas conseguimos conversar sobre tudo. Somos noivos, namorados, amigos. Vamos nos casar em dezembro.
E falando da sonhada casa, saiu no mesmo dia que soube que faria a cirurgia bariátrica. Que conquista! Jamais esperava que daria certo, porque aos olhos humanos, era impossível. E desde fevereiro de 2017 tenho pagado a entrada e as taxas de construção e espero que até julho eu pegue as chaves daquela que será o meu lar
Quanto à bariátrica, foi em 14 de fevereiro de 2017. A última pesagem antes da cirurgia informou 92,6kg e minha ultima pesagem mês passado, 64,1. Passei por muitos perrengues na minha recuperação, mas não me arrependo de haver feito, porque mudou a minha vida.
A cada dia tenho visto Deus cuidando de mim.
Quanto a cantar, não parei. Tenho cantado muito e amo poder louvar a Deus.
E a vida segue...

Deus continua cuidando

Nossa, quanto tempo sem deixar notícias, sem escrever sequer uma linha, um oi.
Peço perdão aos leitores, uma vez que com tantas coisas acontecendo em minha vida, o tempo para me dedicar ao blog ficou mais e mais escasso.
Mas atualizando um pouco, Deus tem me abençoado muito, me dando conquistas que jamais pensei que conseguiria. Mas tudo a seu tempo... é o que tenho aprendido, porque Deus sempre trabalha no Seu tempo e faz maravilhas, como meu casamento, que ocorrerá em breve.
Espero conseguir manter este blog sempre atualizado, além de contar as bênçãos que Deus tem me concedido.
No mais, desejo que Deus abençoe ricamente sua vida.