Um fim de semana perfeito

Gentem, quanta coisa ocorreu semana passada! Bem, os dias úteis foram dedicados à busca do sonhado emprego. Ainda continuo mandando CV's para diversas empresas e nada até agora. Mas como sou brasileira, não desistirei nunca!
Quinta passada, começou a Reatech e lá fui eu, JC, Cassia e Bia. Só eu de cadeirante, claro. Mas ao chegar na feira, eles viram uma porção de cadeirantes, muletantes, def. visuais, auditivos... Bem, ao menos não fui a única por um tempo.
Rodamos por tudo lá e depois passei na Reateam para cumprimentar o pessoal. Encontrei um dos donos, que viu a minha cadeira


REATECH 2010

A Reatech foi simplesmente fantástica. Guiei um Corolla e uma moto adaptada. Caraca! Percebi que posso me independer bem mais. Gente, eu vi um lift da Cavenaghi que brilhou meus olhos. Gente, é o grito de independência que falta!
Se eu comprar isso, acho que posso até morar sozinha. É um aparelho que levanta a pessoa da cadeira para o carro, ou da cadeira para o vaso, ou ainda da cadeira pra cama. O problema é o preço, mas assim que conseguir um trampo, pretendo comprar um.
Aprendi muito na Reatech com as palestras a que assisti. Os assuntos abordados que vi foram sobre maternidade na deficiência, homossexualidade e devotee. Foram bem informativas e muitas idéias que ali ouvi, eram o que eu pensava sobre mim e minha vida.
A cada dia, vejo que ficarei sozinha e terei de me virar. Todas as meninas da casa onde moro planejam ir embora, inclusive a amiga que cuida de mim. Ainda não parei pra pensar nas consequencias que isso me trará, mas meu coração se aperta a cada dia.
Adoraria poder abrir mais o meu coração aqui, mas por mais que eu tente, tá difícil...
Mas vamos falar de coisa boa, de bênção. Mudar isso aqui, pois to chorando,

Mas muita coisa legal tem ocorrido

Na Reatech, encontrei um dos donos da Reateam, fábrica da minha cadeira motorizada. Bem, eu mostrei a ele um probleminha que estava ocorrendo com a estrutura da cadeira. Então ele me informou que a estrutura estava na garantia e que eu poderia trocá-la na segunda. Gente, o homi foi tão bom que, ao trocar a estrutura, teve de trocar tudo: rodas, eixo, assento, encosto... Ficaria tudo quase o valor de uma cadeira nova, R$6800,00, mas paguei apenas pelas baterias e pela almofada do assento, toda frufruzada... ótema.
A cadeira é toda roxinha agora, fiquei mais alta, mais confortável, pela bagatela de R$1432,00

Deus tem sido muito bom comigo e sei que não mereço nada do que Ele tem me concedido.