NOVELA – Aprendendo a confiar em Deus – Capitulo 8: Limeira, Diário 1

A partir de agora, você vai ler os diários que escrevi enquanto estava internada na Santa Casa em Limeira. Como não tinha internet, nem o que fazer, aproveitei para escrever o que sentia. Afinal, a pressão era grande, já que nunca fizera cirurgia e o medo era grande. Procurei não omitir, até porque não houve necessidade. Enjoy it!!

Limeira, 25 de agosto de 2010.

     Hoje é meu aniversário e pela primeira vez, sinto que hoje foi um dia como qualquer outro, diferenciado apenas pelas ligações de alguns queridos me cumprimentando.
    Estou cada dia mais estressada, pois eu deveria ter operado ontem, mas adiaram pra hoje e de hoje adiaram pra sexta. Estou com pena da minha mãe, bem como da minha família, pois agora que a minha mãe encontrou uma forma de unir o útil ao agradável, fazendo marmitas e nesta semana, a Ellen e o Jairo têm se desdobrado pra cozinhar e der conta dos pedidos.
     Parece que apareço pra complicar as coisas da minha família. Sabe, eu ainda não entendi o porquê que Deus me trouxe de volta de uma forma tão dura e sofrida. Eu saí de casa, a fim de buscar viver humanamente por mim, sem dar trabalho pra minha mãe, mas parece que não é o que Deus quer e não consigo entender a razão..
    Quanto ao meu coração, tudo está tranquilo. Não conheci ninguém que o tenha balançado. Tenho conhecido na net muitos rapazes interessantes, mas sei que não são o que Papai do Céu preparou pra mim.
     Quanto à minha cirurgia, bem, estou mais calma, mas ao pensar no pós cirúrgico, me dá um calafrio. Eu nunca passei por uma cirurgia em que se usa anestesia geral e talvez minha apreensão seja por isso.

Um comentário: